ANS suspende venda de 26 planos de saúde


Já está valendo a suspensão de venda de 26 planos de saúde de 11 operadoras, determinada na semana passada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Os 75,5 mil usuários desses planos continuarão a ter assistência regular, mas as operadoras ficam impedidas de vender para outros interessados até que comprovem a melhoria no atendimento. Entre abril e junho, ANS recebeu 17.171 reclamações em seus canais de atendimento. No período, 93,2% das queixas foram resolvidas pela mediação feita pela ANS.

As operadoras com planos suspensos, por um período mínimo de três meses, são: Salutar, SIM, Unimed Angra dos Reis, Federação das Unimed Norte- Nordeste, Ami, Pame, Samoc, Gamec, Ameno, Saúde Casseb e Coopus.

Planos de Saúde de Vigilantes

De acordo com a diretoria do Sindicato dos Vigilantes de Barueri, a informação é importante porque alguns desses planos são oferecidos por empresas de vigilância a seus funcionários.

O plano de saúde é um benefício fundamental para o vigilante, conquistado por meio da Convenção Coletiva de Trabalho. Pelo tipo de função que exercem, os vigilantes não podem ficar desprotegidos. São os mais variados riscos físicos e mentais e ter uma garantia é importantíssimo no momento de uma emergência.

E tão importante quanto o Plano de Saúde é a sua qualidade. Se algum vigilante estiver com dificuldades com algum desses planos mencionados, precisa avisar a ANS. O telefone é o 0800 7019656.

ENQUETE

Quem não contribui com o sindicato deve se beneficiar das conquistas da Convenção Coletiva?


Obrigado! Sua resposta foi cadastrada com sucesso!